segunda-feira, 23 de abril de 2018

COMO CRIAR SEU PORTFÓLIO DIGITAL

Num mercado tão competitivo, exibir adequadamente sua produção fotográfica na web é essencial - ter um site bem elaborado e capaz de vender seu trabalho é uma das mais poderosas ferramentas para se destacar no mercado.


Possuir um portfólio online envolve muito mais do que, simplesmente, mostrar suas fotografias e deve ser tratado como um canal de marketing.
O site precisa ser de fácil navegação, esteticamente agradável, rentável e direto.

POR ONDE COMEÇAR




O primeiro passo, mesmo antes de procurar um profissional para desenvolver o projeto, é preparar as fotografias e o conteúdo.
Um bom site deve ter o foco em seu objetivo - sendo assim, elementos que distraiam, cansem ou desperdicem o tempo do visitante devem ser eliminados.
Desista de animações complicadas, filmes ou textos desnecessários.
Muitas vezes, a visita ao site é sua primeira oportunidade de contato com o possível cliente e a experiência precisa ser prazerosa.

Selecione, apenas, o melhor do seu trabalho fotográfico e não exceda na quantidade de fotos - com uma média de 10 a 15 imagens de cada área de atuação, você mostra sua capacidade.
Quem não consegue mostrar a qualidade de seu trabalho em 15 fotos, não conseguirá fazê-lo em 30!

Separe um espaço para exibir seus projetos pessoais, seu autoral. Desta forma, você transmite ao cliente a mensagem de que "ama seu trabalho" e que não está ali, apenas para "ganhar dinheiro", o que é extremamente positivo.
Alguém que faz o que ama, faz muito melhor.

Infelizmente, vivemos tempos de dificuldades econômicas e a maioria dos fotógrafos atua em mais de uma área para suprir suas necessidades - não há nada de errado nisso, embora seja desejável, que atuemos numa única, tornando-nos referência no mercado.

Exatamente, em busca deste reconhecimento, é preciso selecionar o material fotográfico de acordo com as áreas de atuação, dando mais destaque àquele em que se é especialista, ao mais relevante.

SEGUNDO PASSO

Depois de selecionar e arquivar todo material numa única pasta em seu computador, chega a fase de preparar o material para a web - chega a fase de contratar o profissional, que irá desenvolver o projeto.

Os dispositivos digitais em que seu portfólio será exibido estão cada vez mais variados, passando por grandes telas até as de compactos dispositivos móveis.

Os formatos e resolução devem estar, perfeitamente, ajustadas à web, embora no desenvolvimento de sites, a decisão sobre a resolução a ser adotada depende do perfil da maioria dos usuários.
Sugerimos uma consulta com um profissional da web, a fim de tomar a melhor decisão.
De qualquer forma, as imagens precisam ser "leves", porém, nítidas e bem acabadas.

O conceito do "design responsivo" ajuda a solucionar qualquer problema, considerando essas diferenças como faces de uma mesma experiência, trabalhando de modo adaptativo.

O que é design responsivo?


Design responsivo é um conceito de otimização estrutural e de design de sites para diferentes tipos de tela de dispositivos. Quando um site responsivo é aberto em um celular, ele automaticamente se adapta ao tamanho da tela deste dispositivo e oferece ao usuário as informações da mesma forma que teria em uma tela de computador, mas em contexto diferente. Hoje o design responsivo seria como um requisito básico de um site para que o usuário possa navegar independente do dispositivo, seja computador, tablet ou celular.

QUEM É VOCÊ


Além de conter imagens é interessante, que o site mostre informações a seu respeito, através de uma pequena biografia e um retrato, chamada carinhosamente de "bio".

Você pode se apresentar com um texto resumido, falando de sua trajetória, de sua formação acadêmica, de seu amor pela fotografia, do que ela representa para você e de seus objetivos enquanto profissional.
Insira ainda, caso queira transmitir uma sensação de proximidade com o visitante, informações pessoais, contando sua história.
Mas nunca - nunca! - insira informações excessivas e inverdades.
Não trate sua "bio" como a página inicial de seu diário.

O retrato, que acompanha o texto deve traduzir a pessoa que você é, mas acima de tudo, mostrá-lo acolhedor e transparente - lembre-se que somos, essencialmente, visuais e esta será a primeira impressão, que seu possível cliente terá a seu respeito.

Não se esqueça de inserir seus dados de contato!
Parece bobagem, mas muitos se esquecem de deixar seus canais de comunicação - telefone comercial, email e links para as redes sociais profissionais são suficientes.
Não aconselhamos endereço, telefones e links pessoais.

REGISTRO DE DOMÍNIO



É momento de escolher o nome do site e verificar a disponibilidade do domínio na internet.
Para domínios nacionais e internacionais basta acessar, gratuitamente, o site www.registro.br

Para domínios nacionais, pesquise - .com.br
Para domínios internacionais, pesquise -.com

Se o nome escolhido estiver disponível, basta registrá-lo por uma média de R$40,00 por ano.

Seja cuidadoso ao escolher o nome e endereço do site - opte por nomes e endereços de fácil identificação. Lembre-se de facilitar a busca do cliente.

ESTÉTICA E COMUNICAÇÃO


Como já citamos acima, é preciso que a experiência do usuário, ao visitar seu site, seja agradável, inclusive esteticamente.
Mais ainda, quando se trata de fotografia - aqui, a maior parte da comunicação é visual.
Portanto, a programação visual precisa ser bem elaborada no que diz respeito ao layout, aos esquemas cromáticos, às linhas e diagramação, eliminando qualquer distração e problemas com o fluxo de leitura.
Existe um princípio básico - as fotos são o elemento principal, o foco do site e todos os elementos visuais devem concorrer para que o objetivo seja atingido.
Um bom exemplo é a escolha do "fundo", que nunca deve "brigar" com a foto pela atenção do visitante.

HOSPEDAGEM

Finalizando o projeto, chega a fase da escolha do provedor que hospedará o site.

Existem diversos serviços de hospedagem de site diferentes e você precisa conhecer suas necessidades para contratar o tipo de plano, que mais se encaixa com seu perfil.

Segundo o Rock Content devemos observar os 10 pontos a seguir, antes de definirmos o provedor:

1 – Disponibilidade (Uptime)
2 – Armazenamento disponível
3 – Tráfego mensal
4 – Velocidade de carregamento
5 – Segurança dos seus dados
6 – Suporte ao cliente
7 – Formas de pagamento
8 – Sistema de gerenciamento de conteúdo
9 – Faça um teste grátis
10 – Descubra vantagens extras

Lembre-se de manter seu portfólio atualizado periodicamente e de responder a todas as mensagens que chegarem - é sua chace de começar a criar um vínculo com os possíveis clientes!

A contratação de um profissional da área para desenvolver o projeto e gerenciar o site é essencial - só ele tem o conhecimento necessário para que os objetivos sejam alcançados.
Não há uma tabela de preços para o serviço e aqui vale uma boa pesquisa, tanto no preço quanto de qualidade de serviços prestados.

Mas se você quiser se aventurar na área e montar seu próprio portfólio, a Adobe disponibiliza um software - Dreamweaver - perfeito para criação de sites responsivos.
Basta estudar e colocar o conhecimento em prática.

Existem ainda provedores, que oferecem recursos facilitados para quem não tem familiaridade com as linguagens utilizadas na criação de sites - são inúmeros templates e tutoriais, através dos quais você mesmo pode criar e gerenciar seu portfólio digital.
Dois dos maiores são o WIX e o WORDPRESS

Para ver um comparativo entre os maiores, clique aqui!

Site pronto, é manter tudo funcionando e aguardar os resultados!
Boa sorte!

Abril . 2018

segunda-feira, 26 de março de 2018

"DE PERTO NINGUÉM É NORMAL" - RETRATOS DISTORCIDOS, DISTÂNCIA E LENTES

A Influência da Distância Focal e da Proximidade do Fotógrafo dos Modelos na Fotografia de Retrato

Em nossas aulas, insistimos com os alunos a respeito da escolha da distância focal certa para a fotografia de retratos, caso a abordagem seja mais formal - soma-se a isso, a necessidade de mantermos uma boa distância do fotografado.
O desrespeito a estes princípios pode ocasionar (e quase sempre acontece) distorções indesejáveis, alargando o nariz ou "engordando" o/a modelo.


As distorções são provenientes do tipo de lente utilizada em determinada objetiva - sabemos que não existe uma lente "perfeita" e a imagem se forma com níveis diferentes de magnificação no centro e nas bordas.
A proximidade com o modelo reforça o efeito.

Assim, vejamos as distorções mais comuns produzidas pelas lentes:




Fonte: Camera Neon


Não se trata de um problema e sim, de características das lentes e precisamos saber lidar com elas.
Veja abaixo, o efeito do uso de cada uma numa fotografia de retrato em primeiro plano:

Fonte: Dpreview




Para um retrato sem distorções evidentes, as melhores distâncias focais estão entre 80 e 100 mm - mantendo a devida distância do fotografado.

Encontramos hoje, no site da Exame um artigo super interessante a respeito do nível de distorção das selfies, causado pela proximidade do celular com o usuário e como isto tem afetado a auto estima das pessoas - realmente, de perto, ninguém é normal!

Observe ainda, a interferência do fator de corte  na distância focal correspondente.

E bons retratos!

Andreia Bueno
Studio3 Escola de Fotografia
Março . 2018




domingo, 18 de fevereiro de 2018

5 DICAS PARA FOTOGRAFAR A PELE - PRÉ-REQUISITOS PARA UMA BOA PÓS-PRODUÇÃO

A pergunta mais comum, que me fazem, quando publico minhas imagens é a respeito do tratamento de pele – afirma Miguel Quiles, fotógrafo que trabalha em Nova York.
Infelizmente, responder diretamente a essa pergunta não fará com que os fotógrafos alcancem o mesmo resultado.

Para explicar melhor seu método, ele escreveu um artigo onde dá cinco valiosas dicas, que todos devem observar, se desejam que seus retratados tenham peles perfeitas.

No artigo, Miguel usa os termos "modelo" e "assunto" de forma intercambiável e que os dois se referem a uma pessoa, que se esteja fotografando.
Considera também, que se está fotografando em RAW, já que o formato oferece maior flexibilidade na pós-produção.



A IMPORTÂNCIA DA MAQUIAGEM

A maquiagem feita incorretamente é de difícil correção na pós-produção - é uma das principais formas de se arruinar uma fotografia.

As condições da pele da modelo devem ser consideradas (seca ou oleosa, por exemplo) e os produtos aplicados, adequados à elas – antigamente, costumava-se utilizar bases e pós, que só realçavam as imperfeições das peles, tais como espinhas e cicatrizes.
A maquiagem corretamente aplicada deve ajudar a esconder estas imperfeições, para que na pós- produção seja necessária apenas, uma limpeza básica, evitando horas e horas de tratamento.

Se o fotógrafo quiser uma pele perfeita em seus retratos, deve procurar um maquiador profissional, que esteja disposto a colaborar com ele – você vai perceber, rapidamente, que eles valem ouro!


A ILUMINAÇÃO PODE CRIAR UMA BELA IMAGEM OU DESTRUÍ-LA

Miguel afirma: Quando comecei a fotografar retratos de beleza, saí e comprei um “Beauty Dish” - afinal, a palavra "beleza" está ali, no próprio nome do modificador. Presumi então, que seria o tipo certo de modelador de luz. Se você pensar como eu, aprenderá rapidamente, que em algumas pessoas, o Beauty Dish produz resultados excelentes, mas em outras, faz o seu trabalho de pós-produção, terrivelmente, cansativo.

Como regra geral, Miguel escolhe o modificador de luz de acordo com a maquiagem aplicada e com a aparência da pele do modelo:

Se uma pessoa tem pele, realmente, oleosa ou acne, então ele opta por modificadores de luz maiores, que produzem luz bem suave, como octa ou softbox.
Se a pessoa tem uma pele boa, ele melhora a aparência e a textura usando um modificador ,que produz uma luz mais dura, como um beauty dish ou uma sombrinha refletora prata.
Se você fotografar qualquer pessoa com pouca iluminação, todas as imperfeições da pele ficarão em evidência.

Neste ponto, independentemente do método de retoque que você escolher - clonagem, separação de freqüência, etc. – ele, normalmente, produzirá um resultado pouco natural na imagem final.

Por isso, o padrão de modificador favorito de Mel é um octa de 150 cm - ele fornece uma luz suave e bonita, que pode ser transformada em uma fonte de luz de alto contraste, mais dura, sem o difusor externo. À medida que você experimenta fotografar as pessoas com diferentes modificadores, aprenderá rapidamente, o que é ideal para cada situação – experiência é fundamental.



A IMPORTÂNCIA DA ESCOLHA DA LENTE

No início da carreira como fotógrafos, aprendemos a valorizar, acima de tudo, a nitidez de uma objetiva – se uma lente não é nítida considera-se, que não é adequada para o trabalho de retrato. Como as lentes macro são, geralmente, algumas das mais nítidas, adquiri uma e comecei a usá-la para todos os meus clicks de retrato e beleza. Da mesma forma que concluí, que o Beauty Dish não era o modificador ideal para todas as minhas propostas, as lentes macro não eram a melhor opção para todas as cenas – se você optar por uma lente macro para retrato de um modelo, que não tenha uma excelente pele, tudo que conseguirá será uma imagem nítida de uma pele imperfeita.

Se você combinar esta opção com a escolha errada da luz e uma maquiagem aplicada incorretamente, perceberá facilmente, o motivo de tantas fotos mal retocadas publicadas na internet.


Assim como um eletricista utiliza várias ferramentas - uma para cada tipo de trabalho - nós como fotógrafos, precisamos de lentes variadas - uma para cada situação.

Tenho um conjunto de três lentes, que são minhas preferidas: a primeira é a que eu chamo de "super nítida" – uma 85mm f / 1.4 (ou f / 1.8). É uma ótima lente para uso geral, produzindo uma textura de pele excelente, mas não tão nítida, que não possa ser amplamente utilizada. A segunda lente que uso é uma de nitidez média, que no meu caso é uma Sony FE 100mm f / 2.8 STF GM, visivelmente mais nítida que a 85 mm, mas não tão nítida quanto minha lente mais nítida, que é uma macro 90 mm. Dependendo do que você vai fotografar, essa macro pode ser 90mm, 100mm, 105mm ou 150mm. Em qualquer caso, estas são as lentes mais nítidas, que você poderá usar em cenas com modelos, que tenham pele boa, utilizando maquiagem perfeita e luz adequada.


ABERTURAS MAIORES, PELE SUAVE. ABERTURAS MENORES, TEXTURAS REALÇADAS.

Outro fator importante para que a pele tenha um ótimo aspecto na foto é a configuração da câmera, que você define - especificamente, a abertura do diafragma. Muitos fotógrafos são apaixonados pela ideia de obter um belo "bokeh", mas na realidade utilizar grandes aberturas causará um “borrão” natural na pele, minimizando a textura e os detalhes. Isso é interessante se você estiver trabalhando com um modelo, que não tenha uma pele perfeita, produzindo certo “embaçamento, que pode ser reforçado se ela for bem iluminada, maquiada adequadamente e você, usar a objetiva certa – perceba que a situação depende de mais fatores do que, simplesmente, um retoque na pós- produção.

Se eu estou fotografando em estúdio ou sob luz natural, a tendência é utilizar aberturas maiores (f / 8 e para cima), pois é possível controlar os outros fatores discutidos neste artigo. Isso, geralmente, produz retratos que apresentam um aspecto de "alta definição". Uma sugestão - tente variar sua abertura durante a próxima sessão de retratos e você poderá avaliar melhor a aparência da pele com diferentes aberturas.

ESCOLHENDO A FOTO CERTA

Em minhas palestras e workshops, digo sempre às pessoas que "você não pode polir um “turd". Digo isso para exemplificar que, se você selecionar uma foto, que não tenha os elementos discutidos acima, não haverá retoque, técnica ou método, que renderão uma excelente imagem final. Esta é uma das principais coisas que pontuo com novos fotógrafos, pois é necessário tempo e experiência para disciplinar seus olhos, a fim de identificar as diferenças entre uma boa e uma má foto. À medida que seus olhos se aprimorarem, você se perceberá mais crítico ao selecionar uma imagem para trabalhar e mostrar o mundo. Se você tirar 100 fotos durante uma sessão e considerar que 95 deles são excelentes, provavelmente, você tem mais a aprender. Aproveite o tempo para aprender as diferenças entre uma imagem boa e outra ruim – assim, quando usar o Photoshop você, realmente, poderá torná-la ainda melhor - ouso dizer, perfeita!

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Vivemos numa era em que todos querem um atalho, um caminho mais curto ou uma técnica secreta para obter excelentes resultados. A questão em relação a fotografar a pele é que deve-se começar com uma ótima imagem em RAW a partir da câmera. Faça isso e você verá que mesmo as técnicas de retoque mais simples renderão resultados concretos.


Todas as fotos que ilustram o artigo são de autoria de Miguel Quiles

Fevereiro . 2018
Tradução livre de Fstoppers

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

ANDREIA BUENO OU ANDREIA STUDIO3?

A minha jornada por aqui, nem sempre foi fácil - tive tempos obscuros, difíceis mesmo, que só a Força Divina poderia reverter. E assim foi feito.
Me foram oferecidas várias chances de aprendizado, para que eu pudesse lapidar meu espírito. No começo, com o coração cheio de medo, não consegui aproveitar todas. Mas aos poucos, sob a tutela generosa e afetuosa do Universo, fui compreendendo a vida, baixando a guarda e me deixando aprimorar, abrandando meu espírito e abrindo as portas para que uma nova luz brilhasse em mim e por consequência, iluminasse a vida daqueles que cruzassem meu caminho. Eu sempre carreguei o amor, bons sentimentos, a gentileza na alma, a comunhão com os outros, a gratidão, a consciência da minha missão, mas tudo estava trancado. Tenho muito a aprender e apesar de saber do meu valor, não perco de vista, a minha pequenez diante da Vida.
Hoje, me vejo como uma professora feliz, realizada.

Faz pouco, comecei a entender e a colocar tudo em prática na Studio3 Escola de Fotografia . E tudo através das riquezas maiores, que a Vida insistiu em me oferecer - as pessoas com quem tenho a dádiva de me encontrar. Minha família - filhos e neta - meus amigos e alunos. Quanto tesouro! Ainda bem, que Ela, a Vida e a Força Divina, não desistiram de mim!

Ontem, recebi um presente, que reafirmou ainda mais, minha existência e minha missão - uma mensagem de meu ex-aluno, Walace Benzaquen. Ele agora, é um fotógrafo Profissional, formado por sua habilidade, talento e mérito.
Nas palavras dele e nas dos outros alunos, que se formaram em 2017, através de minhas alunas Monica CoutoAlessandra Magalhães e dos queridos Marcos Martins e Gilmar Pereira,  no carinho que recebi de cada um, percebi que a chave do que buscava estava dentro de mim - eles, os alunos, são meus grandes professores, meus afetuosos tutores. Realmente, aprendo tanto quanto ensino.
E por tanto carinho, cheia de emoção, agradeço e faço reverências - não há para um professor, nada mais valoroso do que o retorno dos alunos em forma de amor. E assim, reverto tudo para eles em cada aula, que ministro no Curso de Fotografia Profissional da minha Escola querida, do meu projeto de vida, a Studio3 Escola de Fotografia Sesiminas.
Foi assim, que desenvolvi o método de ensino, que considero o mais proveitoso, o mais amoroso - o Ensino Afetivo.

Eu sou mesmo assim - cada palavra, olhar e abraço são para que voem e não precisem mais de mim.
Que quando eu partir, vocês caminhem sozinhos, com autoridade dos que sabem o que fazer para alcançar o sucesso.
Com amor.



Walace, minha eterna gratidão pelo poema - e voltamos ao 3 - Foco, Força e Fé!
E amor ao próximo. À Fotografia, que tanto nos dá.

Andreia Bueno ou Andreia Studio3?

Dá na mesma, pois, tudo se funde em aprendizado.

Regra de 3
Regra dos terços
Fotometrar em 3 passos
3 trimestres
3 planos de enquadramento
3 dádivas (2 filhos e Helena)
Tripés, 3 pés, 3 pontos de luz, 1, 2, 3 e.... valendo!

Assim gritava Andreia Bueno e mais um click ia se perfazendo, senão, dizia ela, senta e chora.

Os números 1 e 3 juntos eram iguais a minha nota da prova.
Era, também, com 1 clicando e mais 3 na rebarba.
Foram 3 dias em Tiradentes, 3 em Lavras Novas e com 3, tínhamos um longo tempo de exposição... 30"!

Mas nada de “tri” de tristeza e nem com desânimo, não!
Porque isso, com ela, dá "caixão"!

E será que trigger vem de 3?

Pois é, Studio3!
A Escola de Fotografia Studio3 é mesmo a Andreia Bueno - mulher de garra, de fibra, brava e às vezes serena, mulher de atitude, de conhecimento.
Fotografia é sua vida, fotografar é sua arte e ensinar tudo que sabe, também faz parte!

Foi um ano de muita luta, Professora - de superação, de perdas, mas também de muitos ganhos e emoção. Com você aprendemos sobre arte, paixão, limites, paciência. Aprendemos sobre a profissão e convivência, mas também exercemos a resiliência.

Mesmo quando, às vezes, parecíamos não mais querer, não desistimos, por também amarmos você!

Experimentamos novas experiências, demonstramos mau e bom humor, destilamos nosso cansaço, mas ainda assim, tínhamos sempre um carinho, comidinhas e um abraço.
Não queremos aqui fazer nenhum desabafo, nem mesmo despedida, apesar de nossa definitiva partida – queremos, apenas, que saiba Andreia Bueno, que estamos todos crescendo.
Crescendo como seres humanos e em um novo legado.
Crescendo na fotografia com um longo caminho a ser galgado.

Mas se escrevemos tudo isso, é para somente dizer.... Obrigado... obrigado... Obrigado!

Walace Christian Benzaquen . Formatura Fotografia Profissional 2017
Studio3 Escola de Fotografia
Dezembro . 2017

Andreia Bueno
Studio3 Escola de Fotografia
Dezembro de 2017


terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Fotografia Newborn

O newborn é um dos estilos da fotografia mais procurados hoje em dia. Um dos principais motivos é o desejo dos pais em registrar os primeiros dias do bebê, que passa muito rápido e as fotos são uma grande oportunidade em eternizar este momento. É um ensaio muito delicado, afinal, o bebê deixou à pouco tempo a barriga da mãe, que é ambiente seguro e confortável. O bebê está em adaptação ao ambiente externo, então ele passa mais tempo dormindo, o que favorece este tipo de ensaio.

Estilo Newborn x Lifestyle

Muitos perguntam qual a diferença entre o newborn e lifestyle. Os dois estilos estão ligados a ensaios de bebês, porém o newborn é um ensaio feito em estúdio, as fotos normalmente são produzidas enquanto o bebê está dormindo e acompanham objetos de apoio como cestos. Já o lifestyle são fotos no dia-a-dia com a família, tomando banho, entre os pais e irmãos e outros locais da casa. Este estilo é mais livre, pois você não precisará de uma produção, s fotos são do ambiente em que o bebê vive.
Fonte: Pinterest | Estilo newborn



Período recomendado

O ensaio é recomendado nas primeiras semanas de vida do bebê, do 6º ao 15º dia de vida, pois ele ficará mais tempo dormindo e isso facilitará colocá-lo em algumas posições e principalmente, não terá tantas cólicas, assim o ensaio poderá ser conduzido com calma pelo fotográfo e pais.

Dicas essenciais

Temperatura do ambiente

Para o bebê não ficar desconfortável, é recomendado controlar a temperatura do ambiente entre 28º a 30º, você deverá regular de acordo com a estação.

Limpeza

É meio óbvio, mas é importante frisar que a limpeza do ambiente do ensaio é imprescindível. Todos os cuidados são necessários com os objetos utilizados e as próprias mãos, pois precisará tocar sempre no bebê para colocá-lo na posição ideal para foto. Por isso, limpe todos os objetos e lembre-se de manter um álcool gel sempre por perto.

Roupas

Lembre-se que precisará se movimentar bastante durante o ensaio e não poderá utilizar o ar condicionado, pois a temperatura agradável do ambiente é muito importante para o bebê. Por isso, use roupas frescas e leves. Mantenha o cabelo preso, para que não toque o bebê ou caia fios no momento que estiver mais próximo.

Estude sempre

Estudar a anatomia do bebê é fundamental para entender as limitações e apoios que são necessários para cada pose. Por isso, estude bastante, procure o máximo de informações sobre este tipo de ensaio, pois é um momento precioso para os pais e os cuidados com o bebê são essenciais para o sucesso do ensaio. Se for possível, procure um curso específico sobre este estilo de fotografia, pois poderá se aprofundar no assunto e até mesmo ter aulas práticas, o que auxiliará quando for se lançar na carreira. No Studio3 Escola de Fotografia profissional, disponibilizamos algumas turmas durante o ano. Fique atento a nossa programação.

Situações adversas

Nem tudo pode dar certo durante o ensaio, o bebê pode estar mais agitado com cólicas ou mesmo os pais mais tensos, e há outras situações que fogem do nosso controle. Por isso, tenha em mente a possibilidade de adiar o ensaio para outro dia, pois essas situações podem influenciar no resultado final e a paciência deve estar em primeiro lugar quando isso acontecer.
Fonte: Pinterest

O newborn é um estilo fotográfico que registra o momento único na vida dos pais e cada ensaio é único para o fotografo. Se seu interesse é se dedicar nesta área, estude e conheça outros fotógrafos da área, pois o conhecimento nunca é demais.


segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Saiba mais sobre os tipos de lentes disponíveis para câmeras DSLR

Assim que compramos uma câmera DSLR, nossa primeira dúvida é, quando devemos trocar nossa objetiva? Essa dúvida é recorrente, porque sabemos que a lente que vem com o kit da câmera é muito bom, porém conseguimos atingir resultados melhores com lentes com características especiais para cada tipo de cena. Possuir mais de uma lente, é como se tivesse várias câmeras para cada tipo de trabalho. 

Não é obrigatório no primeiro momento, mas a medida que seu trabalho for evoluindo, observará essa necessidade.

No post de hoje, vamos abordar as lentes mais procuradas no mercado, suas diferenças e principais aplicações. Vamos lá?

Distância focal, ângulo de visão e diafragma


Quando for realizar a compra de uma lente, a leitura das principais características e descrição técnica é fundamental. Não se preocupe, neste momento você não precisa pegar o manual da câmera e ler todos os detalhes, mas chamamos sua atenção para três fatores importante sobre as lentes, a distância focal, ângulo de visão e diafragma. 

Distância focal: É a distância em milímetros entre a lente e o sensor. O cálculo é baseado na distância ótica do ponto onde os raios de luz se convergem para formar a imagem/cena no sensor digital. 




Angulo de Visão: 
O ângulo de visão diz o quanto de cena será enquadrado e ampliados de acordo com a distância focal da lente. Quanto maior for à distância focal, mais estreito o ângulo de visão e maior a ampliação. Quanto menor a distância focal, maior será o ângulo de visão e menor a ampliação. Veja um exemplo na imagem abaixo:

Fonte: Pinterest

Diafragma: 
O diafragma é o que decidirá o quanto de luz deverá entrar no sensor. No momento de adquirir sua câmera, o símbolo f. que consta na lente e também nas especificações técnicas corresponderá ao diafragma. Quanto menor o número, maior será a entrada de luz no sensor e quanto menor, menos luz será refletida no sensor.  Lentes prime (fixas - sem zoom) costumam a ter maior abertura, proporcionando assim fotos mais iluminadas. Na imagem abaixo conseguimos visualizar melhor essa diferença:

Fonte: Pinterest / Coisas de Diva




Lentes zoom


As lentes zoom são indicadas para aqueles profissionais que não conseguem (ou não gostariam) ficar próximo ao objeto da cena. Essas lentes costumam a ser mais escuras e pesadas, algumas exigem o uso de um monopé para auxiliar na sustentação. O grande diferencial de adquirir uma lente zoom é que poderá explorar enquadramento, oferecendo mais versatilidade a sua composição fotográfica.


Fonte: Pinterest

Lente grande angular


A lente grande angular permite você ter um campo de visão maior do que com outras lentes. Com ela é possível fotografar ambientes que necessitam de mais cena, garantido amplitude perfeita para captura principal de paisagens.

Fotos próximas dos objetos ou pessoas com a lente grande angular vão distorcer o assunto da cena, pois a principal característica da lente, e isso acontecerá dependendo da posição que a foto for tirada. Um exemplo seria com fotos de uma paisagem, feitas de baixo para cima, deixariam a cena ao fundo maior que o chão. Outro exemplo seria uma foto de uma pessoa próxima a lente, faria com o que o seu rosto ficasse com o tamanho desproporcional ao corpo.

A lente grande angular é recomendada para fotos de paisagens, ambientes pequenos (para que pareçam maiores) e outras cenas que você queira aumentar o assunto da cena.

Fonte: Pinterest / Birch Tree

Olho de peixe


A lente olho de peixe, ou fisheye como é chamada em inglês, é utilizada pelos fotógrafos que gostam de dar um efeito mais artístico em suas fotos. Ela causa uma distorção esférica, trazendo para a frente o assunto principal e deixando as bordas mais arredondadas. É como se o fundo se curvar-se em torno do assunto.



Lentes macro


A lente macro é utilizada para destacar objetos menores da cena, pois ela amplia o assunto. Ela garante fotos com mais nitidez e qualidade para estes tipos de assunto. Para uma foto incrível o ideal é preparar a cena de fundo, utilizar um tripé para evitar borrões e trabalhar o enquadramento.




Lentes Prime


São lentes mais claras e possuem apenas uma distância focal, isso é, diferente das lentes zoom, você precisará se aproximar do objeto da cena para capturar melhor a imagem. Mas este não é o principal diferencial da lente. Lentes prime são mais leves, rápidas e iluminadas, permitindo assim fotos mais ainda mais nítidas e que capturam mais luz. Elas são recomendadas para trabalhos que precisam de captação de mais luz, que queira um desfocar mais o fundo e vídeos com mais definição.



Esperamos que este post te ajude a escolher a lente sob medida para o seu trabalho. Mas lembre-se, mais que um bom equipamento fotográfico, é importante estudo e treino para que isso reflito no seu trabalho.

No mais, sucesso!

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Curso de fotografia profissional 2018. É o momento de profissionalizar!

Estão abertas as matrículas para o Curso de Fotografia Profissional para 2018. O início será em Fevereiro com turmas durante a semana (segunda e quarta / terça e quinta) e aos sábados.



As aulas são compostas por conteúdo técnico, teórico e práticas fotográficas, onde são construídas imagens criativas e consistentes, tecnicamente adequadas para serem vinculadas a qualquer mídia comercial ou autoral.

A carga horária é de 245 horas. Abaixo, veja as turmas disponíveis:
Turma Fotoprof 2018/1 - Segundas e Quartas - Noite - de 19:30h às 22:30h
Aulas duas vezes por semana, com duração de 3 horas cada uma.
Turma Fotoprof 2018/2 - Terças e Quintas - Noite - de 19:30h às 22:30h
Aulas duas vezes por semana, com duração de 3 horas cada uma
Turma Fotoprof 2018/3 - Terças e Quintas - Manhã - de 9:00h às 12:00h
Aulas duas vezes por semana, com duração de 3 horas cada uma
Início das aulas: 05 de Fevereiro de 2018

As matrículas são presenciais na secretaria do Centro Cultural SESIMINAS, na Rua Álvares Maciel, nº 59, Santa Efigênia de 8h às 19h. Para inscrever-se, você deve estar munido dos seguintes documentos - originais e cópia:
01. Carteira de identidade
02. CPF
03. Comprovante de endereço
O pagamento poderá ser realizado a vista (boleto ou cartão de débito) ou parcelado (boleto e cartão de crédito).

Para maiores informações, fale com a equipe do Studio3 nos dados abaixo:
studio3.sesiminas@gmail.com
[31] 2551-3720 / 3241-7177 / 3241-7175
[31] 99636-4022

Esperamos por você!